Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página

Superação

Publicado: Sexta, 29 de Dezembro de 2017, 15h28 | Última atualização em Sexta, 29 de Dezembro de 2017, 10h01

 

De Santa Helena, MA, para o mundo

Do pequeno povoado de São Benedito de Roça, no Maranhão, à Belém do Pará, esse foi o caminho percorrido por Leildo Dias Silva, ex-estudante do IFPA Campus Belém. O jovem professor, recém-formado em Licenciatura em Geografia, acaba de alcançar uma de suas maiores realizações acadêmicas: a aprovação consecutiva em 3 Mestrados (Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Tocantins [PPGG/UFT]; Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Pará [PPGEO/UFPa]; e, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da UFPa [NAEA/UFPa]).

Leildo Silva, de 28 anos, mostra a sua história de superação nos estudos. “De onde eu venho, estudar era um privilégio. Ás vezes, você vem de uma realidade onde estudar é um sonho. Então quando você tem a oportunidade de estudar, tem que aproveitar”, declara. Ex-morador do município de Santa Helena, Maranhão, o professor traçou seus próprios caminhos ao decidir abandonar o povoado São Benedito de Roça, onde morava, e seguir a outra região para prosseguir com os estudos. A oportunidade apareceu com a vaga de Licenciatura Plena em Química, no IFPA Campus Belém. Um ano depois, Leildo alcançou o que sempre buscara: a vaga em Licenciatura Plena em Geografia, também no instituto.

“É importante ressaltar que eu venho de um pequeno povoado, porque lá as chances eram mínimas para quem quer estudar. Então quem quisesse, tinha que ter esse esforço, essa dedicação”. E o fruto de todo esse esforço foi a aprovação na graduação em outras duas universidades federais. No IFPA, a trajetória de Leildo não passou em vão: com média geral acima de 9, sempre esteve envolvido com os eventos e projetos pedagógicos, assim como com núcleos de apoio.  

O jovem evidencia a importância do IFPA em sua trajetória. “O diferencial do IFPA é essa atenção que todo o corpo docente tem com o aluno, não só dentro de sala. O aluno tem uma atenção especial com o desenvolvimento acadêmico, que acaba aumentando o estímulo”, ressaltou. Como aluno destaque, estudou no instituto entre o período de 2014 a 2017, optando por iniciar o Mestrado o quanto antes. O programa de pós-graduação escolhido é o Núcleo de Autos Estudos Amazônicos (NAEA) da UFPA, onde as aulas iniciarão em março de 2018.

Para o novo mestrando, fica a sensação de trabalho cumprido, onde mesmo com o empecilho territorial conquistou seus feitos e foi agraciado com a(s) aprovação(ões). Da mesma forma, o IFPA se orgulha da conquista e parabeniza o discente! Que no ano novo possamos contar muitas outras novas histórias de superação como esta.

 

 

 

 

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página