Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Eventos discutirão direitos humanos, diversidade, gênero e sexualidade na Educação Profissional

  • Publicado: Quarta, 23 de Setembro de 2020, 08h56
  • Última atualização em Segunda, 05 de Outubro de 2020, 12h17
  • Acessos: 192

 

O Instituto Federal Pará é uma das instituições que organiza a II Jornada Norte-Nordeste de Gênero e Sexualidade na Educação Profissional e o II Colóquio Marielle Franco de Direitos Humanos & Diversidade, a serem realizados, concomitantemente, nos dias 19 e 20 de novembro de 2020. Os eventos serão inteiramente on-line, gratuitos, acessíveis em LIBRAS e com certificação.

Voltado para pesquisadores, estudantes, técnicos, membros de movimentos sociais e demais interessados, a Jornada e o Colóquio terão como tema “Corpos Interseccionais em luto e em luta”. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 15 de outubro pelo site do evento (clique AQUI). Além de ouvintes, os participantes também podem submeter resumos até 15 de outubro relacionados a um dos seis Simpósios Temáticos que ocorrerão nos eventos, por meio de formulário eletrônico (clique AQUI). 

Os eventos contam com a parceria dos Institutos Federais do Rio Grande do Norte (IFRN), de Pernambuco (IFPE) e da Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS), e ainda com o apoio dos Programas de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT/IFPA), em Educação Profissional (PPGEP/IFRN) e em Educação (PPGEd/UFRN). “Para o IFPA, a parceria com outras instituições para tratar da temática sobre diversidades e identidades, especialmente num cenário nacional que não dá voz e nem espaço à pluralidade, é fazer cumprir nosso propósito institucional de construção de cidadania”, destacou a professora Ana Paula Palheta Santana, Pró-Reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do IFPA.

O IFPA Campus Belém sediou o I Colóquio, em maio de 2018, e a I Jornada, em novembro de 2019. “O ensino e a pesquisa no campo dos Direitos Humanos e Diversidade são ainda um desafio e uma necessidade na formação inicial e continuada de professores, principalmente para os que atuam no Ensino Médio Integrado. É uma satisfação ter colegas de outras instituições compartilhando questões teóricas-metodológicas, projetos de pesquisas, mas principalmente é uma alegria seguir com colegas que assumem a educação como prática libertadora e transformadora”, declarou a professora Natália Cavalcanti, que coordenou ambos os eventos realizados no Campus Belém.

A II Jornada é fruto de um projeto de pesquisa interinstitucional financiado pelo edital universal do CNPq e desenvolvido por pesquisadores, estudantes, técnicos, grupos de pesquisa e programas de pós-graduação do IFRN, do IFPE, do IFPA, da FPS, da Universidade de Montpellier (França) e da Universidade Jean-Monnet/Saint Étienne (França). A produção do conhecimento e as práticas pedagógicas desenvolvidas por essas instituições de formação profissional apontam para uma invisibilidade, vulnerabilidade e sofrimento envolvendo estudantes mulheres e/ou LGBT+.

Na mesma perspectiva, o II Colóquio Marielle Franco de Direitos Humanos e Diversidade propõe dar continuidade ao debate sobre a conquista e o reconhecimento de direitos, sobre o respeito às diversidades culturais, de gênero e etnicorraciais. Pretende-se, ainda, problematizar a fragilização da democracia no Brasil em contexto pandêmico e suas implicações para as populações mais vulneráveis, e refletir sobre o papel estratégico da formação de professores e da Educação Profissional e Tecnológica enquanto atores e espaço de resistência.

Para a submissão de resumos, os participantes precisam se vincular a um dos seis Simpósios Temáticos: (1) Povos Indígenas, Gêneros e Interculturalidades; (2) Práticas educativas e formação de professores e professoras da Educação Profissional para a diversidade; (3) Mulheres, racismo e pobreza: as desigualdades de raça e gênero no brasil da pandemia da Covid-19; (4) Memórias das minorias políticas na Educação Profissional; (5) Núcleos de Gênero e Diversidade na Educação Profissional: estratégias e resistências; e (6) Mundo do trabalho, educação profissional e identidade de gênero.

Para mais informações, acesse o site do evento, inscreva-se, submeta seu resumo e participe!

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página
-->